Cirurgia Ortognática

Impactação da maxila e recuo mandibular

A Cirurgia Ortognática trata das desarmonias esqueletais. As diferenças de tamanhos de ossos nos três planos do espaço tem forte influência genética além de contribuição dos fatores ambientais. Um planejamento minucioso deve ser feito entre o Cirurgião Ortognata, Ortodontista, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Nutricionista, Otorrino, Cardiologista, Anestesista, Psicólogo, entre outros, para assegurar resultados satisfatórios. Esta cirurgia é realizada em hospital sob anestesia geral. Por ser uma cirurgia eletiva, exames preliminares deverão ser realizados para prognóstico antecipado de tal procedimento. O preparo cirúrgico realizado pelo Ortodontista consiste na instalação de aparelhos ortodônticos fixos, realização de extrações, se indicadas, com o objetivo de posicionar bem os dentes em sua base óssea (maxila e mandíbula). Normalmente este preparo dura de um a dois anos, dependendo do planejamento.

Tal procedimento consiste em cirurgia combinada de maxila e mandíbula e é indicado para pacientes com desarmonia de bases ósseas (maxila e mandíbula), sendo a mandíbula posicionada mais à frente do que a maxila no sentido anteroposterior. Estes pacientes são classificados como classe III esqueletal. São os pacientes que mais procuram tratamentos com cirurgia ortognática e normalmente são os mais satisfeitos com os resultados.

Contato

Teremos o maior prazer em atendê-lo!

Agendamento

Rapidez, facilidade e conforto.

Dicas

Fique por dentro!

Ortoative

Conheça a empresa.